Handebol

30/09/2019

Bolo de morango com gosto de vitória

Cascavel foi campeã da modalidade de handebol feminino na 32ª edição dos Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS), divisão A. O título foi conquistado neste domingo (29.09) contra Maringá, num jogo emocionante que terminou em 18 a 16. Sarandi ficou com o bronze, vencendo Mariluz por 30 a 23. 


Maringá veio para a competição para competir pelo bicampeonato. Elas conseguiram chegar até a final, mas no meio do caminho não tinha pedra, tinha Cascavel. Quando duas equipes que têm o mesmo nível de qualidade se enfrentam, o que se vê comumente no handebol é um placar equilibrado, disputado ponto a ponto. Mas essa foi uma final montanha russa, cada lado teve seus momentos de domínio do jogo, fazendo mais gols e abrindo vantagem.


Ao soar o apito final, Cascavel emendou grito e choro num parabéns para Isabelly Peres, que fez 18 anos no mesmo dia da conquista do título. A atleta contou que só disputar a final já era o presente de aniversário que ela queria, mas ser campeã foi ainda mais incrível. 


A emoção da vitória na conquista do título por Cascavel. Foto: Amanda Yargas/JOJUPS

A emoção da vitória na conquista do título por Cascavel. Foto: Amanda Yargas/JOJUPS


Peres geralmente era quem cobrava os tiros de sete metros por Cascavel. Mas, nessa competição, a equipe resolveu surpreender as adversárias, colocando a jogadora Débora Ketiny Lopes, 18 anos, para as cobranças. Débora, que é de Tucuruí, no Pará, veio compor a equipe esse ano e a vantagem é que as goleiras das outras cidades não conhecem ainda seu estilo. “Eu estou muito feliz por ganhar essa competição, que era uma das mais importantes do ano para o município, e que estamos dando esse orgulho a Cascavel”, disse ela.

Isabelly e Débora disseram que um dos pontos que levaram o time ao pódio foi a consciência de que elas não precisam fazer tudo sozinhas. Quando uma das jogadoras não está conseguindo pontuar, ela atua mais na assistência, passando a bola, criando condições, se acalmando e concentrando de volta. Segundo elas, o importante é confiar na equipe.


Para Fernanda Oliveira, de 16 anos, quem mais fez gols por Cascavel, ter essa concentração no ataque faz a diferença e também a determinação “Nossa vibração sem sombra de dúvidas nos ajudou do início ao fim. A energia positiva que nosso banco passa para gente dentro da quadra, a gente se ajudando, o espírito de companheirismo faz toda diferença”. Também vinda de fora, ela é natural de Xambioá, no Tocantins. “É gratificante poder representar uma cidade que tem um peso tão grande nessa competição e no handebol em si no estado do Paraná. A maior satisfação que eu tenho é poder estar ali ganhando com elas”.


Atleta Isabelly Peres comemorou os 18 anos junto com o título. Foto: Amanda Yargas/JOJUPS

Atleta Isabelly Peres comemorou os 18 anos junto com o título. Foto: Amanda Yargas/JOJUPS


Apesar de até se emocionar falando da felicidade em ter vindo jogar pelo time de Cascavel, Débora sente saudades de muitas coisas do Pará, principalmente do vatapá e da maniçoba. Mas, neste domingo, todas as meninas do time se deliciaram com o bolo de aniversário de Isabelly, que era sabor de morango mas tinha gosto de vitória. 


A 32ª edição dos Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS), Divisão A, é uma realização do Governo do Estado, por meio da Superintendência do Esporte, com o apoio da cidade de Londrina.


Veja mais FOTOS da final do handebol feminino nos 32º JOJUPS

Álbum do Facebook

 

Confira a classificação final do handebol feminino nos 32º JOJUPS

 

Ouro: Cascavel

Prata: Maringá

Bronze: Sarandi


Amanda Yargas/JOJUPS

iargas.amanda@gmail.com


Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.